Menu

Esportes CBF passa a exigir vacinação completa de todos os jogadores em campeonatos nacionais

Além dos jogadores, membros da comissão técnica dos clubes também precisam apresentar o comprovante (Thais Magalhães/CBF)

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS — A Confederação Brasileira de Futebol (CPF) passou a exigir, nesta sexta-feira, 21, a vacinação completa contra a pandemia da Covid-19 em todos os jogadores inscritos em campeonatos nacionais organizados pela entidade, em 2022. O atleta que não apresentar o documento não será relacionado para as partidas até se imunizar.

A decisão está publicada no ‘Guia Médico de Medidas Protetivas para o Futebol Brasileiro 2022’, que descreve as medidas protetivas a serem adotadas pelos clubes nas competições coordenadas pela entidade máxima do futebol no Brasil.

“É obrigatório ao indivíduo a apresentação do comprovante de vacinação plena para a Comissão Médica Especial da CBF”, diz trecho do documento.

De acordo com o guia, entende-se como vacinação plena o período de 14 dias após a aplicação da segunda dose, caso utilizada as vacinas de duas doses, ou a aplicação da vacina de dose única. “A vacinação será considerada plena a partir da aplicação das doses recomendadas em bula por cada laboratório fabricante da vacina devidamente autorizada pelas agências regulatórias.”

Além dos jogadores, membros da comissão técnica dos clubes também precisam apresentar o comprovante de vacinação para terem os nomes inscritos em súmulas nas partidas da temporada 2022.

“Cada indivíduo deverá providenciar o seu respectivo Certificado de Vacinação para a Covid-19, disponíveis nas plataformas oficiais das autoridades sanitárias. O envio deste documento deverá ser realizado pelo médico responsável do clube em campo específico no Portal do Médico e nos e-mails específicos”, comunica outro trecho do guia.

Testes

A entidade futebolística também continuará realizando testes rotineiros antes dos jogos, dos tipos antígenos ou RT-PCR. “Serão testados a cada rodada, preferencialmente com 2 dias de antecedência de cada partida, independentemente de estarem ou não relacionados para o jogo”, diz.

Ainda segundo o guia, é expressamente proibida a viagem do clube visitante sem o upload dos exames de Pesquisa de Antígenos ou RT-PCR negativos no Portal do Médico. A CBF também manteve todas as medidas protetivas como o uso de máscaras, distanciamento social e higienização das mãos, além do monitoramento clínico por meio do inquérito epidemiológico, mesmo após a vacinação plena.

Confira o guia na íntegra