Menu

Economia Governador do AM abre fórum sobre petróleo e gás natural para discutir novas alternativas econômicas para o Estado

O Fórum deve funcionar de maneira permanente e busca desenvolver a cadeia produtiva do segmento no Estado. (Bruno Pacheco/ Cenarium)
Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS — O Governo do Amazonas realiza nesta terça-feira, 10, o Fórum Amazonense de Petróleo e Gás Natural, no auditório Arivaldo Fontes, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), no Distrito Industrial, em Manaus. Segundo o governador Wilson Lima (União Brasil), a iniciativa deve funcionar de maneira permanente, e busca desenvolver a cadeia produtiva do segmento no Estado, discutir alternativas econômicas e incentivar empresas nacionais a investirem na região para gerar mais emprego e renda.

Veja também: Wilson Lima sanciona lei que cria Dia Estadual de Mobilização e Combate ao Assédio Sexual

“Esse é um fórum que já começa com um caminho significativo, porque conseguimos avançar, desde que eu assumi o governo [2019], nessa política do petróleo e gás com a quebra do monopólio e a implantação da Eneva no campo de Azulão para abastecer a térmica de Jaguatirica, por exemplo. Hoje, o Amazonas está entre os cinco melhores Estados brasileiros no que diz respeito à política de gás e petróleo, dando condições para que outros empreendedores e investidores estejam aqui trazendo seus empreendimentos e gerando emprego e renda”, declarou o governador Wilson Lima.

Segundo Wilson Lima, a iniciativa busca discutir alternativas econômicas e incentivar empresas nacionais a investirem na região para gerar mais emprego e renda (Bruno Pacheco/Cenarium)

O evento é realizado em parceria com a Federação das Indústrias (Fieam) e outras entidades do setor, com o objetivo de ordenar, articular e apoiar as ações das organizações que atuam no segmento, além de melhorar as condições de competitividade da indústria e transformar o Amazonas num Estado pioneiro na exploração de gás natural.

“Não tenham dúvidas de que a gente vai transformar o Amazonas em um inovador e pioneiro na exploração de gás em terra, visto que o Estado tem a maior reserva do Brasil. A gente tem riquezas ainda não mensuradas que precisamos usar para diversificar a nossa matriz econômica”, explicou Wilson Lima, que afirmou estar aberto ao diálogo para com investidores e empreendedores.

Para aproveitar o potencial da maior reserva de gás natural do Brasil, de acordo com o novo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Angelus Figueira, a determinação é para que, além da discussão permanente sobre o petróleo e gás no Amazonas, sejam tratadas políticas públicas que viabilizem o fortalecimento do Estado e da sociedade.

“É com este espírito que se instala o Fórum. Essa é uma das vertentes que este governo propõe e encaminha para o Estado do Amazonas”, começou Figueira.

Fórum

O evento é fruto de uma demanda a partir da última reunião do Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (Mesa REATE), que aconteceu em setembro do ano passado em Manaus. O evento, promovido pelo Ministério de Minas e Energia, também busca incentivar o fornecimento de bens e serviços pela indústria local, face aos investimentos e operações regionais da cadeia produtiva de petróleo e gás.

Para Angelus Figueira, o fórum é resposta para um dos maiores problemas econômicos enfrentados pela população amazonense, que vive o aumento constante no preço do combustível. Segundo ele, a determinação do governador é que o evento trate, também, sobre políticas públicas que viabilizem o fortalecimento do Amazonas e da sociedade.

“O fórum marca uma atitude do governo em relação ao setor. Uma verdadeira revolução no fortalecimento de vetores importantes e definitivos para a economia do Amazonas, o fórum é uma resposta a um dos mais graves problemas da sociedade”, começou Figueira.