Menu

Sociedade ‘Vendedor Sincero’ conquista público e viraliza nas redes sociais com jeito irreverente de negociar produtos

Evandro Silva tem conquistado o público com o jeito irreverente de abordar o público (Reprodução/ Instgram)

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS — Morador de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, Evandro Silva, 26, tem feito sucesso na internet. Com frases que já se tornaram bordões como ‘Eu mesmo não comprava’, ‘Caiu no chão quebra’, ‘Isso é feio demais’. Evandro, conhecido popularmente como ‘Vendedor Sincero‘, ao falar mal das próprias mercadorias no momento da venda, acabou conquistando os clientes com o marketing irreverente – para lá de inusitado – e o jeito alegre de abordar o público.

Perfil do Vendedor Sincero (TikTok)

O vendedor que antes era catador de latinhas, viu o sucesso chegar após viralizar na internet por conta de um vídeo gravado enquanto tentava vender seus produtos. “Eu estava vendendo um chaveirinho para uma mulher, fiz essa brincadeira e ela achou engraçado, gravou e postou”, conta o jovem que, atualmente, possui pouco mais de 211 mil seguidores no TikTok, com 2,4milhões de curtidas no aplicativo. Na rede social Instagram, o vendedor começou a viralizar recentemente e já conta com quase 27 mil seguidores.

O vendedor ambulante conta que trabalha nas ruas desde os 16 anos, porém, ao ver as vendas em baixa, morando com a mãe e mais três irmãos, o rapaz de vida simples precisou desenvolver uma técnica para recuperar o prejuízo e garantir a ajuda com as despesas de casa e da família.

“Quando percebi que aquele jeito de vender chamava a atenção das pessoas, eu comecei a usar isso como meu marketing mesmo” diz Evandro.

Missão

Ao longo do tempo e praticando diariamente as vendas de um jeito diferente, o Vendedor Sincero afirma que embora a renda seja fundamental, conquistar o sorriso e proporcionar momentos engraçados para o outro se tornou algo essencial para sua vida. “Sem dúvidas, mas mais gratificante que vender é tirar um sorriso”, conta o vendedor.

Além de garantir o sustento com as vendas de ‘chaveiros feios demais’, ‘balas e chocolates ruins da peste’, Evandro faz parte do intitulado ‘Ministério Fábrica de Líder’, um projeto social independente, localizado na Bahia. O projeto oferece assistência para pessoas de rua e auxilia dependentes químicos a vencer o vício das drogas.

O jovem se diverte ao vender doces nas ruas do Rio de Janeiro (Reprodução/Instagram)

“Esse projeto é bem carente e não temos ajuda do governo ou prefeitura, e parte do dinheiro das vendas desses ‘chaveiros feios da peste’ são destinados para, de alguma forma, ajudar o centro de recuperação”, explica.

Quando questionado se tem noção da repercussão que o trabalho dele está tomado no mundo virtual e qual seria sua maior vontade diante disso, Evandro responde: “Desde criança algo sempre me disse que seria conhecido. Hoje, tenho muita vontade de ir para a TV e participar do ‘Programa da Eliana’ e outros programas. Também quero abrir um projeto no Brasil todo com fábrica de líderes para tirarmos pessoa de ruas e ajudamos reduzir danos”, finaliza o vendedor.

O jeito de Evandro abordar os clientes, de fato, é a peça chave para o sucesso do vendedor. A estratégia de persuasão é conhecida no segmento do empreendedorismo. A psicóloga Carolina Peixoto fala que alguns autores usam o termo ‘psicologia reversa’ para se referir a uma técnica de persuasão cujo objetivo é estimular a pessoa a tomar uma decisão tomando como referência o oposto do seu discurso, ou seja, o oposto do que você está dizendo ou fazendo.

Psicologia

“É a ideia de que quanto mais você diz para alguém não fazer algo, mais essa pessoa vai querer fazer esse algo. É o efeito do proibido, do que é negado, e isso pode ser usado como um poderoso gatilho nas vendas”, fala a psicóloga, que revela que prefere ir além.

“Para mim, a técnica do Vendedor Sincero é mais inteligente e fluida do que apenas uma técnica de persuasão e manipulação para compra. Ele usa algo mais sútil que é o processo de identificação inconsciente. Como ele personifica o arquétipo da alegria, da esperteza e da empatia que representa o comum no povo brasileiro, ele gera reciprocidade com seu público”, analisa a profissional

De acordo com Carolina, por meio da identificação com as dificuldades comuns que enfrentamos, Evandro usa a brincadeira como arma fundamental do próprio marketing pessoal. “É como escreveu Belchior, a felicidade é uma arma quente, e Evandro entendeu isso”, finaliza.